Como posso prevenir as varizes?

O que são as varizes?

 

Varizes são veias que se dilatam, aumentando o seu volume e causando alteração no fluxo sanguíneo entre as pernas e o coração. O fato de o sangue ter dificuldade em percorrer o corpo e chegar ao coração contribui para que as veias se dilatem.

No interior das veias existem pequenas válvulas que impedem o retorno venoso para as extremidades. Quando as válvulas não se fecham, acontece o retorno – chamado de refluxo. Quando isto ocorre, aumenta a quantidade de sangue dentro das veias, ocorrendo a dilatação.

 

As varizes também podem surgir devido ao estilo de vida que levamos.  Entre os fatores que favorecem o desenvolvimento das varizes, temos: maus hábitos alimentares, obesidade e trabalhar durante muito tempo em pé.

 

E como prevenir?

 

Deve-se iniciar a prevenção na idade adulta, o quanto antes. Em caso de necessidade por predisposição genética, deve-se iniciar a prevenção até mesmo durante a adolescência.

 

Veja algumas dicas que podem ajudar a prevenir essas linhas indesejáveis que comprometem a beleza das pernas:

 

Controlar o peso:
Pessoas obesas têm uma predisposição significativa ao quadro. Com o aumento acentuado do peso corporal, a tendência das varizes é aumentar, tornando-se mais grossas. Se o peso estiver normal, o tratamento é mais fácil.

Evitar carregar peso ou fazer atividades físicas de alto impacto, como por exemplo a musculação. Essas atividades provocam uma maior tensão nos vasos e, consequentemente, as veias se dilatam, ajudando a formar as varizes.

Não submeter o corpo à exposição prolongada a altas temperaturas como em saunas, sessões de bronzeamento e banhos quentes demorados. Essa exposição também provoca a dilatação dos vasos.

Tenha o hábito de repousar com as pernas elevadas. Isso contribui para que o sangue circule pelo corpo, já que, ao deitar, os pés ficarão mais altos que o coração.

Dê atenção a atividades agradáveis como passeios e caminhadas. O bom humor também ajuda bastante.

Como Prevenir e Tratar Varizes

A maioria das mulheres possuem vasinhos ou telangiectasias (nome científico dos vasinhos). O fator hereditário desempenha um papel importante no surgimento dessas veias finíssimas, que se dilatam e marcam a pele. Telangiectasias são microvarizes, geralmente menores que 1 mm de diâmetro e permanecem dentro da camada da pele, com aparência arroxeada ou avermelhada, com ramificações e causando extremo incomodo estético para a grande maioria das pacientes.

 

Essas pequenas veias não crescem para virar varizes. Porém, a presença de vasinhos pode indicar que há varizes matrizes nutrindo-os. Por isso é importante consultar um especialista (cirurgião vascular ou angiologista) para fazer a prevenção.

 

Quais as técnicas para melhorar os vasinhos?

 

A escleroterapia é um tratamento que consiste em injetar nos vasinhos uma substância que os agride, provoca inflamação e faz com que sejam absorvidos pelo organismo. O medicamento mais usado é a glicose hipertônica a 75%, que não causa alergias – o que pode ocorrer com outras substâncias, como o polidocanol, que tem ação detergente e pode apagar um vasinho em apenas três segundos.

 

O laser também vem sendo bastante empregado. Associar aplicações de glicose e laser acelera o tratamento. A glicose é usada para secar os vasos mais grossos e o laser para os mais finos.

 

Outra possibilidade é secar com o laser combinado com a crioanalgesisa – um jato de ar a menos 18°C disparado sobre a região tratada para atenuar a dor provocada pelo feixe de luz do laser. Também é possível combinar polidocanol com glicose, produzindo uma agressão potente contra os vasinhos.




Autor: Leonardo
Data: 08/09/2021 18:01:54
ClubeAzul.org.br | E-mail: atendimento@clubeazul.org.br | Contatos: (21) 3916-7277 Rio de Janeiro 4020-1610 (capitais e regiões metropolitanas)